sábado, 16 de fevereiro de 2013

Hoje

Certo, que ando pensando demais em você, talvez mais do que é me permitido,
ando ultrapassando  as linhas da nossa realidade, e te desejando comigo,
penso no impossível , possível.
Ate mesmo ao me sentar embaixo de uma arvore de folhas verdes e cintilantes,e ouvir uma musica
enquanto o sol se enconde por traz de alguma nuvem,e uma leve brisa sopre
eu me lembro de você, parece dramático e lúdico, mas é essa  verdade dos meu dias,
Seria fácil me enganar e agir como se não me importasse,
mas se a palavra amor sai de sua boca, é ai que me importo.
essa é a nossa fronteira.
Mesmo que eu negue, mesmo que eu minta.
não posso enganar o sentimento que pulsa ,
não posso fugir das lembranças.. e dos seus olhos.
ate onde isso tudo é real?
a vida  nos afasta e ao mesmo tempo nos une,
os dias passam, pessoas vem e vão,
entram e saem das nossas vidas..
e no fim de tudo essa rotina,  la estou eu mais uma vez, e ai esta você mais um vez.
 eu estou abaixo do mesmo céu que te cobre, pisando o mesmo chão que tu pisas,
e mesmo assim estamos longe, ate quando?
ate quando essa tua fumaça toxica ludibriante , por min tragada vai permanecer..
permeando em meus pulmões, causando, sensações, emoções e desejos?
Creio que nada é por acaso,
Reencontrar-te não foi em vão.
foi a vida dizendo que mesmo que nossa hipocrisia diga não.
nossos caminhos vão estar cruzados...
estamos presos por uma linha, longa , viva, forte e ao mesmo tempo delicada,
estamos aos cuidados do tempo
tempo que me faz ter, e não ter.
tempo que me faz te ganhar e te perder.
que me faz querer e não poder.
Tempo que me poder, pouco poder.
tempo que não te apaga do meu tempo.
e eu me pergunto
Por quanto tempo?








Nenhum comentário:

Postar um comentário